Sandro Meda

Certezas por acidente

As decisões, medidas e políticas que envolvem o ambiente em Portugal são, há décadas, muito misteriosas. Acho curioso, por exemplo, ouvir um ministro criticar a política ambiental de outros países, sob o argumento de, um dia, quem sabe, poder vir a ocorrer algo que por mais provável que seja, nunca ameaçou sequer concretizar-se; e por cá continuarmos a ter ciclicamente o envenenamento de rios; em todo o lado, entulho espalhado no mato de norte a sul do país; todos os dias, vazamentos de resíduos, incluindo, claro, os das oficinas de vão-de-escada cujos atentados surgem “compensados” com tabelas de IUC e de ISV desastrosas, a bem do ambiente! Mesmo que tudo isto me pareça, há muitos anos, suficientemente bizarro para não suscitar dúvidas, admito teorias que expliquem a existência de interesses e de receitas, nos negócios estranhos, mas com rosto bem definido, dos aterros, da importação de lixo, da plantação de terminais elétricos estéreis. Na área ambiental parece reinar a prática da relativização de tudo para não se culpar ninguém. Na sinistralidade, temos, ao contrário, os histerismos sempre bem focados nos mesmos culpados, descendo ao mais absurdo ridículo do atropelamento propositado, confesso, e quase filmado entrar na lista dos atropelamentos acidentais. Pior, as autoridades dizem que há uma margem significativa de ocorrências a que ninguém atribui certeza acidental; e dizem também que ninguém está interessado em querer saber, ou deixar estudar, os dados que se recolhem há décadas. Para a pilha de acidentes automóvel entram assassinatos, suicídios, esquemas e fraudes. Será a ignorância o melhor incentivo à compra dos rentáveis radares e restrições de circulação? As últimas estatísticas (Pordata), essas que incluem tudo, apontam para um crescimento sucessivo de acidentes desde 2012. Não tarda, a desculpa perfeita, mesmo que mentirosa, justificará outra vaga de “tolerâncias zero”... para com a verdade.

Assine Já

Edição nº 1436
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes