Numa altura em que anunciam um forte investimento em elétricos e condução autónoma, os alemães dizem que há muito a aprender com o exemplo da Tesla.

A Audi deve seguir o exemplo da Tesla Motors, no que toca a lançar rapidamente produtos no mercado e a ser mais audaz. Quem o diz é o novo membro da direção da marca alemã responsável pelo departamento técnico, Stefan Knirsch, em declarações à Autocar. “Temos muito que a aprender com as empresas de Silicon Valley, mas também há coisas que eles podem aprender connosco”, ressalva o diretor, que, ao mesmo tempo considera que a marca dos quatro anéis está na vanguarda dos sistemas de infotainment. O CEO do grupo VW, Matthias Müller, alinha pelo mesmo diapasão, considerando que a empresa “deveria pensar mais como a Tesla”.

Aproveitando a abertura do Salão de Genebra deste ano, no âmbito do qual a Audi anunciou o investimento em cerca de 3 mil milhões de euros em tecnologia que pretende incentivar carros elétricos e autónomos até 2025, incluindo uma nova família de modelos 100% elétricos com uma autonomia para percorrer até 500 km e com capacidade de carregamento até 15 minutos, mas que pretende não ser mais cara em relação a um carro com motor a combustão.

Assine Já

Edição nº 1436
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes